⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Go down

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Empty ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Post by Zao IV on Wed Feb 05, 2020 1:26 pm

Olá filhos!

Os mortos mugem nas ruas 
em suas vidas de enfiar os dedos nervos
As virgens espumam esperam ao acordarem bem cedo com medo 
A festa do cemitério louco dançante 
Constroem um mundo vão apoderando-se da vossa Imaginação.

feios fracos fogem da fonte afogada
apedrejaram seus sonhos e sua criança contente
protestaram as pedras, as pernas, os lugares, os luares,
com voz estranha falavam
as montanhas ainda cantavam:

"Molham as mãos"
"Olhar jorrar"
"o Rei Jaguar come o Sol & o Luar"

Mandala inacabada
de rugidos de uivadas
de uivadas de rugidos

Carros diabólicos desfilam no viaduto ao Diabo 
difundiam defuntos etnocêntricos
Bosques, lírios, brandem a bruma
No Lago dos Magos (na maior parte magros)
Liberta a liberdade

Eu gritava um mundo numa lua na rua plantada nas veias às vozes trazidas pelo lar do ar
me invocando o forte santo do hímen crepitando-me de vultos pela cor dos vestidos 
na toca das moscas cravando espelhos pentelhos apagando anulando & a greve na pele.

Desenrolando a lã com a rã pelas fendas alegres.

Morix Dîem (recebendo a Voz de Zao IV)


*recebido em um dia por volta de 2006 a 2008.
Zao IV
Zao IV
Admin

Mensagens : 16
Data de inscrição : 2019-01-15

Back to top Go down

Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum